segunda-feira, 20 de junho de 2011

MBAs de Deus: Por que as Missões Mórmons produzem líderes


Muitos dos homens que foram treinados para ser missionários mórmons passaram a tornar-se as pessoas mais ilustres no mundo dos negócios e vida cívica.

Na semana passada, as revistas Newseek e Bloomberg Businessweek focaram suas principais matérias no trabalho dos missionários mórmons. Esta semana, a revista Foreign Policy publicou um artigo de Molly Worthen, que argumentou que a experiência missionária dos presidenciáveis Mitt Romney na França e de Jon Huntsman Jr., no Taiwan moldaram sua maneira de fazer política.

"Durante o último século e meio, a igreja mórmon se tornou uma das organizações mais internacionais do mundo", escreveu Worthen. "Esse ethos missionário global tem implicações de como um presidente mórmon - especialmente ex-missionários como Romney (França) e Huntsman (Taiwan) - veria negócios estrangeiros".

O artigo faz uma análise de como os missionários SUD em terras estrangeiras devem equilibrar compromisso com uma ideologia com "flexibilidade pragmática" - atributos que podem vir a calhar quando estão envolvidos nos interesses norte-americanos contra potências estrangeiras.

http://images.businessweek.com/mz/11/25/600/1125_mz_58_mormon.jpgWorthen também observou que "há rumores de que" as agências de inteligência americanas (CIA e FBI) dependem fortemente de mórmons.

A recente enxurrada de artigos incluídos na Businessweek, intitulado "MBAs de Deus: Por que as Missões Mórmons produzem líderes", por Winters Caroline, que analisou como as missões Mórmons são locais de reprodução de CEOs para as empresas e elites empresariais.

Além da lista dos 40 empresários mais importantes do mormonismo, o artigo dá razões pelas quais alguns missionários mórmons tornam-se magnatas ainda na meia-idade.

"Muitos dos homens que se prepararam para as suas missões aqui (no CTM de Provo)", escreveu Winters, "passaram a se tornar entre os rostos mais distintos e reconhecíveis em empresas americanas e da vida cívica."

Na Capa da Newsweek Romney foi retratado como um missionário. A história mencionou que "Mitt Romney aprendeu francês em sua missão na França, enquanto Jon Huntsman aprendeu chinês mandarim em Taiwan."

http://murilovisck.blogspot.com/