quarta-feira, 14 de setembro de 2011

SERÁ QUE UM DIA EU ENCONTRAR UMA PESSOA IDEAL?


Há uma velha história sobre uma moça que estava numa expedição arqueológica e encontrou uma lâmpada de aparência muito antiga. Quando ela esfregou a lâmpada, um gênio apareceu e ofereceu-lhe um desejo. Ela pensou um pouco e pediu paz no mundo — que as pessoas se amassem e vivessem em harmonia para sempre.
O gênio pensou no pedido dela e, por fim, disse:  “O que você está pedindo é impossível. A divisão entre os povos do mundo existe há muito tempo e é por demais profunda. Por favor, peça outra coisa.  Qualquer coisa menos isso”.
Ela pensou de novo e disse:  “Em algum lugar do mundo há uma pessoa que é a ideal para mim. Quero encontrar esse homem, que é bonito, atencioso e tem senso de humor. Um homem que vai me ajudar com as tarefas domésticas, que adora crianças, que não fica assistindo a programas esportivos o tempo todo, que tem um ótimo emprego e que pensa na minha felicidade em primeiro lugar. Um homem que irá fazer compras comigo e que se dará bem com minha família”.
O gênio pensou um pouco no pedido dela, deu um profundo suspiro e então respondeu: “Vamos ver o que consigo fazer com relação à paz no mundo”.
Sei que isso pode ser uma decepção para alguns de vocês, mas não acredito que haja somente uma pessoa ideal para vocês. Acho que me apaixonei por minha esposa, Harriet, desde a primeira vez que a vi. Mesmo assim, se ela tivesse decidido se casar com outro, acredito que eu teria conhecido outra pessoa e me apaixonado por ela.  Sinto-me eternamente grato por isso não ter acontecido, mas não creio que ela fosse minha única chance de felicidade nesta vida, nem eu tampouco para ela.
Outro erro que vocês podem cometer facilmente ao sair com alguém é esperar que a pessoa seja perfeita. A verdade é que as únicas pessoas perfeitas que vocês vão encontrar são aquelas que vocês não conhecem muito bem. Todo mundo tem imperfeições. Não estou sugerindo que baixem seus padrões e casem-se com alguém com quem não poderão ser felizes. Mas uma das coisas que aprendi à medida que fui amadurecendo na vida é que, se uma pessoa está disposta a me aceitar, imperfeito como sou, então, eu também devo estar disposto a ser paciente com as imperfeições dos outros. Como você não vai encontrar perfeição na outra pessoa, e ela também não vai encontrar perfeição em você, sua única chance de perfeição está em tornarem-se perfeitos juntos.
Há pessoas que não se casam porque sentem que falta uma certa “magia” no relacionamento. Suponho que ao dizerem “magia”, refiram-se à centelha da atração. Apaixonar-se é um sentimento maravilhoso, e eu jamais os aconselharia a casar com alguém que não amem. No entanto — e isso é outra coisa que às vezes é difícil de aceitar — essa centelha de magia precisa ser constantemente cultivada. Quando a magia perdura num relacionamento é porque o casal fez com que isso acontecesse, e não porque ela surgiu misticamente por meio de alguma força cósmica.
Falando com franqueza, chega a dar trabalho. Para que qualquer relacionamento sobreviva, os dois lados precisam trazer consigo sua própria magia e usá-la para manter o amor. Embora eu já tenha dito que não acredito em uma alma gêmea única e exclusiva, sei o seguinte: depois que você se compromete a casar, seu cônjuge se torna sua alma gêmea, e é seu dever e responsabilidade esforçar-se todos os dias para manter as coisas assim. Depois que assumimos o compromisso, a busca por uma alma gêmea chega ao fim. Nossos pensamentos e ações deixam de ser de procurar e passam a ser de criar.
Mas e os que perdem a esperança de encontrar um companheiro eterno? Em primeiro lugar, não desistam. Participem das atividades, conheçam pessoas e façam tudo o que puderem. Sei que sair com alguém pode ser penoso. Rejeição é uma das coisas mais dolorosas que podemos sentir. Podem acreditar, sei como é. Eu me apaixonei pela Harriet muito antes de ela se apaixonar por mim.
Mas isso não me impediu de agir, de modo algum. Encontrei maneiras de estar no mesmo lugar em que ela estava. Quando eu distribuía o sacramento na Igreja, eu dava um jeito de levá-lo para a família dela. Fazia tudo o que podia para impressioná-la, mas acho que ela me considerava um pouquinho imaturo. A centelha simplesmente não existia para ela. Cheguei a perder a esperança de convencê-la de que poderíamos ser algo mais do que amigos.
Então, fui embora, alistei-me na força aérea e viajei para o outro lado do mundo para fazer um curso de piloto nos Estados Unidos.  Foi só quando voltei para a Alemanha, depois de terminar meu treinamento como piloto de caça — vários anos depois de tê-la conhecido — que aquela bela jovem olhou para mim e disse as palavras mágicas que eu tanto ansiara por ouvir: “Você amadureceu desde a última vez que o vi”.
Agi rapidamente depois disso, e em poucos meses casei-me com a mulher que eu  já amava havia tanto, tanto tempo.
Portanto, não desistam, irmãos e irmãs.  Só por terem sido rejeitados uma ou duas vezes, ou três ou quatro, ou algumas centenas de vezes, não percam a esperança. Irmãos, o segredo para encontrar a garota de seus sonhos é procurar conhecer muitas moças e, quando se apaixonarem e sentirem que é a coisa certa, pedi-la em casamento. Se ela disser que não, continue a procurar e a orar até finalmente levar a jovem certa para o altar do templo. Simplesmente não desistam.
Irmãs, sejam gentis. Vocês podem muito bem recusar convites para sair ou propostas de casamento. Mas, por favor, façam-no de modo gentil. E irmãos, por favor, comecem a convidar! Há muitas de nossas jovens que nunca saem com rapazes.  Não suponham que certas garotas jamais sairiam com vocês. Às vezes, elas estão se perguntando por que ninguém as convida para sair.  Simplesmente convidem e estejam preparados para seguir adiante, caso a resposta for não.
Uma das tendências que vemos em algumas partes do mundo é a dos nossos jovens se reunirem apenas em grandes grupos em vez de saírem com alguém, como casal. Embora não haja nada de errado em reunir-se frequentemente com outros jovens da mesma idade, não sei se vocês podem realmente conhecer uma pessoa se estiverem sempre em grupo. Uma das coisas que vocês precisam aprender é a conversar com alguém do sexo oposto. Uma ótima maneira de aprender isso é estar a sós com alguém, para conversar, sem ter a “proteção” do grupo.
Na maioria das vezes, ao saírem com alguém, não é necessário gastar muito ou planejar demais. Quando minha mulher e eu nos mudamos da Alemanha para Salt Lake City, uma das coisas que mais nos surpreendeu foi o processo elaborado e às vezes desgastante que os jovens desenvolveram para convidar alguém para sair ou para aceitar esses convites.
Relaxem.  Encontrem maneiras simples de estarem juntos. Uma das coisas que eu mais gostava de fazer quando era jovem e queria sair com uma moça era acompanhá-la até sua casa depois da Igreja. Lembrem-se, seu objetivo não deve ser o de colocar o vídeo de seu encontro no YouTube para que tenha milhões de acessos. Seu objetivo é conhecer uma pessoa e aprender a desenvolver um relacionamento significativo com pessoas do sexo oposto.
Há entre vocês, bons jovens da Igreja, alguns que talvez nunca se casem.  Embora sejam dignos em todos os aspectos, pode ser que nunca encontrem alguém com quem se selarão no templo do Senhor nesta vida. Sós os que já sentiram essa desesperança conseguem realmente compreender a solidão e a dor dessas pessoas.  Conheço muitas mulheres cujo maior desejo é o de ser esposa e mãe, mas não compreendem por que suas orações nunca foram atendidas. Há muitos homens solteiros que, por algum motivo, também se encontram sozinhos.
Em primeiro lugar, quero dizer-lhes que suas orações foram ouvidas. Seu Pai Celestial conhece o desejo de seu coração. Não sei por que as orações de uma pessoa são respondidas de uma forma, ao passo que as de outra são respondidas de modo diferente. Mas posso dizer-lhes o seguinte: os desejos justos de seu coração serão realizados.
Às vezes, pode ser difícil ver algo além do que está bem à nossa frente. Somos impacientes e não queremos esperar o cumprimento futuro de nossos maiores desejos. No entanto, o curto período desta vida não é nada comparado com a eternidade. Se simplesmente tivermos esperança, exercermos fé e perseverarmos com alegria até o fim — e eu disse com alegria até o fim — lá, no grande futuro celeste, veremos o cumprimento dos desejos justos de nosso coração e muitas coisas mais que hoje mal conseguimos compreender.
Enquanto isso, não fiquem esperando alguém para tornar sua vida completa. Parem de ter dúvidas em relação a si mesmos e de achar que vocês têm algum defeito. Em vez disso, procurem atingir seu potencial como filhos de Deus. Procurem estudar. Empenhem-se numa carreira profissional significativa e busquem realização própria servindo aos outros. Usem seu tempo, talentos e recursos para melhorar a si mesmos e abençoar as pessoas a seu redor. Tudo isso faz parte de sua preparação para terem sua própria família. Envolvam-se ativamente em sua ala ou ramo e procurem magnificar seus chamados, sejam eles quais forem.
O grande propósito desta existência mortal é aprender a amar plenamente a nosso Pai Celestial e a nosso próximo como a nós mesmos. Se fizermos isso com todo poder, mente e força, nosso destino eterno será glorioso e bem maior do que podemos imaginar. Sejam fiéis, e as coisas darão certo para vocês. Essa é a promessa eterna que Ele fez a todos que O amam e honram.
 Presidente Dieter F. Uchtdorf
Segundo Conselheiro na Primeira Presidência