quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A Igreja do Senhor sempre foi uma Igreja missionária.

A Igreja do Senhor sempre foi uma Igreja missionária. Quando o Salvador viveu na Terra, ordenou Apóstolos e Setentas e deu-lhes autoridade e responsabilidade para pregar o evangelho. A maior parte da pregação foi feita a Seu próprio povo, os judeus (ver Mateus 10:5–6). Depois que Jesus ressuscitou, enviou apóstolos para pregar o evangelho aos gentios, ordenando-lhes: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15).

O Apóstolo Paulo, um grande missionário, foi enviado aos gentios. Após sua conversão à Igreja, passou o resto da vida pregando-lhes o evangelho. Durante sua missão, houve ocasiões em que foi açoitado, apedrejado e aprisionado. Ainda assim, continuou a pregar o evangelho (ver Atos 23:10–12; 26).
O trabalho missionário começou novamente quando a Igreja do Senhor foi restaurada por intermédio do Profeta Joseph Smith. Hoje, os Apóstolos e Setentas têm a responsabilidade primordial de proclamar o evangelho, assegurando que ele seja pregado em todo o mundo. O Senhor disse a Joseph Smith “que [proclamasse] o [Seu] evangelho de terra em terra e de cidade em cidade.(…) [prestando] testemunho em todos os lugares, a todo o povo” (D&C 66:5, 7).
O Senhor também está “inspirando a mente dos grandes inventores para criar meios de favorecer a obra do Senhor de maneira como nunca se viu antes no mundo” (Russell M. Nelson)
Todo membro da Igreja é um missionário, mesmo que não tenha sido formalmente chamado e designado. Temos a responsabilidade de ensinar o evangelho por palavras e ações a todos os filhos do Pai Celestial. O Senhor disse: “Todo aquele que for advertido deverá advertir seu próximo” (D&C 88:81). Um profeta disse-nos que precisamos mostrar a nossos semelhantes que nós os amamos, antes de levarmos a eles palavras de advertência (